Notícias


Serviços on-line

Solicitação de cópias
Empréstimo entre bibliotecas
Revisão de referências bibliográficas
Sugestão para aquisição de material bibliográfico
Reserva para uso da sala multimídia
Doação de material bibliográfico


 

Home > Biblioteca > Histórico

Histórico

A DIVISÃO DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO DO CONJUNTO DAS QUÍMICAS da Universidade de São Paulo (DBDCQ) foi criada em 1965 integrando os acervos bibliográficos da Faculdade de Ciências Farmacêuticas e do Instituto de Química. Reúne obras das áreas de farmácia, química e ciências correlatas, constituindo-se em uma das mais completas Bibliotecas especializadas do Brasil e da América Latina.

O acervo da Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas teve seu início na biblioteca da antiga Escola de Pharmacia, Odontologia e Obstetrícia (1902). Em 1934, com a fundação da Universidade de São Paulo, a antiga escola foi anexada a esta, com o nome de Faculdade de Farmácia e Odontologia. Com o desmembramento em Faculdade de Farmácia e Bioquímica e Faculdade de Odontologia em 1962, parte do antigo acervo originou a Biblioteca da Faculdade de Farmácia e Bioquímica que esteve instalada até 1965 à Rua Três Rios.

Em 1965-66, a Faculdade de Farmácia e Bioquímica, setores da química e afins de outras faculdades passaram a ocupar na Cidade Universitária um conjunto de pavilhões denominado, pelos arquitetos responsáveis, Conjunto das Químicas.

Em virtude dessa transferência e tendo em vista a importância de fornecer atividades de interesse comum, a Biblioteca, nas novas instalações, passou a ser Biblioteca do Conjunto das Químicas, que no início reuniu os acervos da Faculdade de Farmácia e Bioquímica e do Departamento da Química da então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, sob administração unificada.

Com a implantação da Reforma Universitária, em 1970, e a consequente criação dos Institutos básicos, incorporaram-se à Biblioteca os acervos dos antigos departamentos e cadeiras de Química e Bioquímica da Escola Politécnica, Faculdade de Medicina Veterinária, Faculdade de Odontologia que juntamente com os congêneres das citadas Faculdades de Farmácia e Bioquímica e Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, constituíram o Instituto de Química.

A primeira dessas duas unidades, com a nova denominação de Faculdade de Ciências Farmacêuticas e Instituto de Química, a partir dessa época, passou a gerir a Biblioteca, sempre sob a administração unificada.

A partir de 1985, o então Serviço de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas, tornou-se Biblioteca Principal de Química e Engenharia Química no País, após aprovação de projeto junto ao CNPq/PADCT.

Após reforma administrativa, ocorrida em junho de 1992, o Serviço de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas reformulou seu organograma, unindo serviços e criando seções que, de fato, já se encontravam em pleno funcionamento, passando a ser denominado Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas.

A Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas esteve instalada até setembro de 1991 no Bloco 6 do Conjunto das Químicas, quando passou a ocupar prédio único, com área de 2.755 m2

Em 24/11/2009, foi inaugurado oficialmente o prédio anexo da Biblioteca, com área de 896 m2. Com esta ampliação, a Biblioteca passou a ocupar uma área total de 3.473m2.

 

©2017  Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas. Todos os direitos reservados.